Identificando padrões: Bruxaria e as formas de Poder

Identificando padrões: Bruxaria e as formas de Poder

“A beleza de um falcão branco,
Minha marca em sua pele,
Siga-me escada abaixo quando nós morrermos.
Sua alma está no céu,
Seu corpo no inferno,
Isso não importa muito pra mim”.
(1)

 

Não pretendo fazer desta postagem algo muito longo, mas penso que poderia escrever sobre algumas coisas que possivelmente podem ser úteis a algumas pessoas, na maioria iniciantes no Caminho ou que ainda ficam perdidas em meio a certas situações, principalmente na internet e, muitas vezes, no mundo real.

Primeiramente devemos manter em mente que a Bruxaria em si é fluida, sem forma, que se adapta, muitas vezes como a água. Da mesma forma ela pode ser selvagem, destrutiva e criativa como o fogo. Ela é imprevisível e impetuosa e afiada como o vento e possui fundamentos tão antigos e tão firmes quanto a terra. Ela agrega o que está acima, o que está abaixo e, principalmente, o que está no meio. O bruxo, muitas vezes, tende a ser um eixo entre mundos e poderes. Um sábio que conhece certos segredos e costuma respeitar as tradições da própria terra, podendo fazer uso de qualquer elemento em que enxerga Poder ao seu bel prazer.

Não existe ‘uma” bruxaria. Não existe uma “entidade” bruxaria. nem Deuses únicos ou formas únicas de se fazer ou ser bruxo. Não existem autoridades, donos ou instituições na bruxaria e ninguém, de forma alguma, manda, desmanda ou decide coisa alguma. Ninguém manda no bruxo e muito menos na Arte sem Nome.

Continuar lendo

Anúncios

Oração aos Antepassados – Uma Invocação Luciferiana da Nona Direção

Oração aos Antepassados – Uma Invocação Luciferiana da Nona Direção

45
(Tubalo Lucifer por Andrew Chumbley)

“Por tudo o que é valioso,
O sangue em minhas mãos:
É o sangue de divindades”
(1)

 

Quando teu sangue sussurrar ao teu ouvido, com uma voz que te lembrará do som do rastejar de uma serpente;

Quando o vento lhe trouxer tais sussurros como se os trouxesse do Abismo;

Quando sentires que esse Abismo, seja qual for tua máscara, reside em teu sangue e espírito pelo antigo pacto;

Quando aceitares a ideia de que o teu sangue é o mesmo dos Deuses Antigos e das forças caóticas e primitivas anteriores aos mesmos;

E finalmente, quando for capaz de sentir, sem precisar emitir palavra alguma, que o silêncio e o poder, assim como tua maldição e tua sabedoria, são tua herança e tua Marca na linhagem de Qayin e dos Anjos Caídos;

Será o dia em que teu mundo irá ruir e, teu entendimento, mesmo trazendo a sua vista todas as mentiras, lhe trará a visão da face da Luz, das Trevas e dos Caminhos.

Será quando entenderá tua origem e teus mistérios. Continuar lendo

Um pouco sobre Correntes de Poder e um exemplo de rito na Bruxaria

1 (86)

Colete o sangue de Kingu do grande mar antigo
E se aproprie das águas primordiais
Dentro de suas veias, a força do demônio flui
Alguma vez você já procurou por sua ascendência?
(1)

Talvez alguns de nossos leitores já tenham visto o termo “Correntes de Poder” em algum dado momento de suas caminhadas; outros, talvez estejam mais familiarizados e com certeza terão muitos que nem mesmo tenham algum dia conhecido tal termo.

Antes de mais nada, devemos manter em mente que em nosso mundo existem inúmeras Correntes de Poder e muitos grupos acessam poderes similares com roupagens diferentes. Muitos possuem Correntes de Poder extremamente ativas e abertas; outros, Correntes de Poder mais difíceis de serem acessadas e há ainda as que requerem treinamento e material específico para tal.

Embora existam inúmeros poderes em nosso mundo (ou que demonstrem alguma manifestação no mesmo), muitos não estão abertos e muitos passam despercebidos.
A ideia de tais correntes se baseiam em segredos e chaves para acessar certos poderes que possuem poucas entradas ou vias de acesso, bem como treinamento e capacidade para tal, sem dizer em alguma inclinação natural para este fim. Continuar lendo