Considerações pessoais aos iniciantes na Bruxaria

Considerações pessoais aos iniciantes na Bruxaria

tumblr_n4hzgvHp531sf7q3yo1_500

Por debaixo da máscara na qual você se enterrou
É preto como carvão.
Eu estou cansado de engolir o que você faz
Cada dia uma face nova
E se eu desparafusar
Sua própria identidade
Você não se perguntaria se iria restar algo de você?
(1)

Decidi escrever este texto de forma espontânea. Não preparei materiais especiais e nem tampouco várias referências para usar como base. Não, este texto será espontâneo e irá refletir minhas considerações para aqueles que começaram a andar ha pouco tempo no Caminho e para aqueles que desejam começar a andar de alguma forma. Talvez o texto sirva para aqueles que já possuem uma boa caminhada, afinal, algumas experiências pessoais podem trazer algumas reflexões a cada um de nós e acabar por nos presentear com uma pequena fagulha que, se em contato com algo inflamável, poderá acender uma chama crescente, como o sopro do Grande Dragão. Continuar lendo

Anúncios

Poema Rúnico Anglo-saxão (original, inglês e português)

Poema Rúnico Anglo-saxão (original, inglês e português)

Odin
(Estátua do Deus Odin, Hannover, Germany)

“Como minhas Palavras interrompem o Silêncio, e o Silencio as minhas Palavras
-Assim o fazem suas ressonâncias se alinhando e aumentando o Poder
Suficientemente para materializar seus intentos.”
(1)

Saudações leitores e amigos do blog “A Nona Direção”!
Após quase um ano sem postagens, voltamos agora com as postagens no blog. Não haverá uma data correta para as postagens, mas por enquanto irei mantê-las surgindo aqui no blog.

Para inaugurar as novas postagens, criei 3 novas páginas (que estão na aba superior direita, no topo da página):
A proposta deste espaço;
Contato;
Publicações.

Acredito que os nomes das páginas falem por si.

Agora vamos a nossa postagem, que é nada mais nada menos do que o Poema Rúnico Anglo-saxão.

Pelo que percebi, praticamente todos os envolvidos com ocultismo e bruxaria conhecem as Runas em geral, seja de nome ou de suas práticas pessoais. Porém, quase nenhuma desse grande número de pessoas conhece ou chegou a ler o Poema Rúnico Anglo-saxão. É claro que existem outros poemas, mas o Anglo-saxão é o mais longo e engloba as 29 Runas de seu Set. Para quem possui interesse, fiz uma série de postagens, já ha algum tempo, sobre as Runas e procurei falar um pouco mais do que o convencional que é encontrado em português na maioria dos sites.
(2)

Continuar lendo